sábado, 31 de outubro de 2009

William comemora 'bicicleta de Deus'



Depois de muitas orações e tentativas, William finalmente pôde comemorar seu primeiro gol de bicicleta na carreira, o que considerou muito emocionante. Valorizado, o atacante afirmou que pretende permanecer no Avaí na próxima temporada, mas pode rever a ideia se receber uma proposta internacional.


"Pedi tanto a Deus para fazer um gol de bicicleta, por isso dou o nome de 'bicicleta de Deus'. É muito difícil, nem em pelada consegui fazer, hoje fui feliz. Mas essas coisas só acontecem porque tentaram a jogada. É um grupo, as coisas só acontecem quando o grupo trabalha", disse.

O gol decretou a vitória do Avaí sobre o Atlético-PR por 2 a 0 aos 32 minutos do segundo tempo. Após um cruzamento da direita, William pegou de bicicleta e fez um golaço. "Fiquei emocionado porque foi o meu primeiro, foi muito bonito", resumiu após a partida.

Com o tento, William espera galgar um espaço maior no clube, mas admite que poderia deixá-lo com uma proposta interessante do exterior. "É ruim ficar pulando, é difícil formar suas raízes quando se está cada dia em um clube. Tenho contrato, quero cumprir até o final de 2010. Mas vou deixar claro, no futebol isso acontece, tem bastante gente de fora, se for muito bom para o Avaí e para mim vamos sentar, conversar e analisar. Deixa acontecer", disse.
Fonte: http://news.noticiascristas.com/

Rosane Collor afirma ter sofrido ameaças por ser "arquivo vivo"


A ex-primeira-dama brasileira Rosane Collor, que em 2005 terminou seu casamento com o ex-presidente e atual senador Fernando Collor de Mello, denunciou que recebeu ameaças e por ser um "arquivo vivo" teme por sua vida, informaram hoje meios de imprensa. Se digo que não tenho medo estaria mentindo. Acho que Deus me ama e não vai permitir que nada de mal me aconteça, mas que sou um arquivo vivo eu sou", disse Rosane em declarações publicadas em um jornal do Rio de Janeiro.
Rosane, de 45 anos, afirmou que já denunciou à Justiça que qualquer coisa que aconteça a ela é responsabilidade do seu ex-marido.
Em 2006, Rosane relatou que quando seu ex-marido planejava voltar à vida política - após 14 anos afastado por um escândalo de corrupção que lhe custou a Presidência - ela recebeu uma ameaça contra sua vida.
Eu ia para o lançamento do disco evangélico de Cecília de Arapiraca e uma pessoa me disse por telefone que se fosse ao evento, eu não voltaria", disse.
Na época, Rosane confirmou a acusação da religiosa de Arapiraca, que assegurou que Collor participava de rituais satânicos.

Fonte: http://news.noticiascristas.com/

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Famoso escritor faz graves acusações contra a Bíblia e o Cristianismo



O polêmico escritor e dramaturgo português, José Saramago, afirmou neste domingo, em Penafiel, que “a Bíblia é um manual de maus costumes, um catálogo de crueldade e do pior da natureza humana”. Para José Saramago, “Deus só existe na nossa cabeça”.

“Sobre o livro sagrado, eu costumo dizer: lê a Bíblia e perde a fé!”, disse o escritor, numa entrevista concedida à Agência Lusa, a propósito do lançamento mundial do seu novo livro, intitulado “Caim”, que ocorre hoje na cidade portuguesa.

“A Bíblia passou mil anos, dezenas de gerações, a ser escrita, mas sempre sob a dominante de um Deus cruel, invejoso e insuportável. É uma loucura!”, afirma o Nobel da Literatura de 1998, para quem não existe nada de divino na Bíblia, nem no Corão.
“O Corão, que foi escrito só em 30 anos, é a mesma coisa. Imaginar que o Corão e a Bíblia são de inspiração divina? Francamente! Como? Que canal de comunicação tinham Maomé ou os redatores da Bíblia com Deus, que lhes dizia ao ouvido o que deviam escrever? É absurdo. Nós somos manipulados e enganados desde que nascemos!” afirmou.
Saramago frisou que “as guerras de religião estão na História, sabemos a tragédia que foram”.

Considerou que as Cruzadas são um crime do Cristianismo, morreram milhares e milhares de pessoas, culpados e inocentes, ao abrigo da palavra de ordem ‘Deus o quer’, assim como acontece hoje com a Jihad (Guerra Santa).
Saramago lamenta que todo esse “horror” tenha feito em nome de “um Deus que não existe, nunca ninguém o viu”.

“O teólogo Hans Kung disse sobre isto uma frase que considero definitiva, que as religiões nunca serviram para aproximar os seres humanos uns dos outros. Só isto basta para acabar com isso de Deus”, afirmou.
Salientou ainda que “no Catolicismo os pecados são castigados com o Inferno eterno. Isto é completamente idiota!”.

“Nós, os humanos somos muito mais misericordiosos. Quando alguém comete um delito vai cinco, dez ou 15 anos para a prisão e depois é reintegrado na sociedade, se quer”, disse.
“Mas há coisas muito mais idiotas, por exemplo: antes, na criação do Universo, Deus não fez nada. Depois, decidiu criar o Universo, não se sabe porquê, nem para quê. Fê-lo em seis dias, apenas seis dias. Descansou ao sétimo. Até hoje! Nunca mais fez nada! Isto tem algum sentido?”, perguntou.
Para José Saramago, “Deus só existe na nossa cabeça, é o único lugar em que nós podemos confrontar-nos com a ideia de Deus. É isso que tenho feito, na parte que me toca”.

Fonte: http://news.noticiascristas.com/